Fale Conosco

A gestão Romero Rodrigues entra agora numa fase perigosa e terminal. Faltando menos de um ano para o início da campanha eleitoral e um ano e meio para o fim do mandato, Romero insiste na mesma estratégia errada adotada desde o dia em que soube que venceu Tatiana no segundo turno.

Romero tentará mais uma vez crucificar Veneziano e jogar nas costas do antecessor a culpa pela falta de êxito de sua gestão. Já tive a oportunidade de dizer aqui que foi o excesso de olhadas no retrovisor de Romero que criou o fantasma do Cabeludo, hoje líder absoluto das pesquisas.

LIGAÇÕES PERIGOSAS – Com problemas de confiabilidade no vice Ronaldo Filho e suas ligações perigosas – estas na iminência da eclosão de um escândalo internacional -, sem um bom diálogo com o Governo Federal por causa das posições de Cássio e por ser do PSDB, com diálogo travado com o governador, só restará ao prefeito de Campina cair atirando pra todo lado.

Feijão insosso que não agrada nem aos que tem problemas de pressão arterial alta, a gestão Romero Rodrigues é natimorta. Caminha para o fim com aquela sessação de que nunca começou.

Cientificado por consultorias de marketing de que só se reelege se Veneziano não for candidato, Romero partiu para o tudo ou nada e encomendou a fabricação de escândalos contra o seu rival e a turma da maldade opera neste momento a todo vapor para puxar o freio de mão da pré-candidatura de Veneziano.

A pergunta é: a população quer desculpas ou trabalho, acusações ou obras, escândalos ou bons préstimos?