Fale Conosco

Em revelação feita nesta segunda-feira (21), Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou que pretende divulgar até esta quarta-feira (23) o nome do parlamentar que seu bloco apoiará para a sucessão da Câmara Federal. O grupo que Maia integra é formado pelos partidos PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB, Rede, PT, PSL, MDB e PSB.

“Está caminhando. Formamos um bloco na sexta e estamos dialogando para sair um nome o mais rápido possível, com o bloco unido. Ainda nesta semana teremos as definições necessárias (…) Vai sair o nome antes do recesso. Até quarta-feira a gente terá o encaminhamento dado, ouvindo a todos”, ressaltou o atual presidente da Casa.

Na disputa pelo comando da Câmara, o deputado Arthur Lira (PP-AL) é o principal adversário de Maia que discute e articula com seu bloco a indicação de um nome forte para a sua sucessão.

Na sexta-feira (18), partidos de oposição ao governo Bolsonaro anunciaram que iriam integrar o bloco de Rodrigo Maia, que passou contar então com o apoio de PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede.

Rodrigo Maia disse que por defender a independência e autonomia da Casa conseguiu o apoio de outros partidos de esquerda.

“A nossa pauta é a garantia da independência da Câmara e trabalhar para que pautas… para que a liberdade de imprensa esteja mantida, as liberdades individuais, que o debate dos direitos das minorias esteja mantido na Câmara dos Deputados. Isso é o que nos une. O que nos divide é exatamente a pauta econômica. Se nós fôssemos tratar dessa pauta não teríamos tido convergência como tivemos na sexta-feira”, destacou.