Fale Conosco

Coitado dos médicos…

No governo Ricardo Coutinho, tudo é culpa deles.

O governador disse ontem em Campina Grande que o salário de R$ 700,00 era mais do que suficiente para uma carga de 12 horas por dia.

Será que ele pensava assim quando era sindicalista?

Hoje o secretário de Saúde fez pior.

Waldson de Souza admitiu que a situação é caótica, mas declarou que não é nova.

Para ele, no caso da superlotação dos hospitais, a culpa pode ser dos médicos.

“A superlotação é produzida pelos trabalhadores da saúde. Afinal, os trabalhadores da saúde tem gestão sobre o sistema. No momento que eu lhe atendo, no momento em que eu entro em contato com você eu que digo como é que a coisa anda e você fica submetido a essa situação. A população está sendo usada e é usada todos os dias”, disse sem dó nem piedade o secretário.

Perguntar não ofende: não cabe ao Estado a responsabilidade de dar condições mínimas para os profissionais exercerem suas atividades?

Sinceramente, o governo socialista zomba com a classe médica, assim como fez com a classe dos policiais.