Fale Conosco

Durante o debate entre os seis concorrentes ao Governo Paraíba, promovido nesta quarta-feira (03) em uma emissora de Campina Grande, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato da Coligação A Vontade do Povo, lamentou que o governador  Ricardo Coutinho (PSB), que disputa a reeleição, não tenha aceitado o convite para visitar as obras da prefeitura campinense na rua João Suassuna, no centro.

É que, durante o primeiro bloco do debate, o atual governador afirmou que o prefeito de Campina, Romero Rodrigues (PSDB), nada tem feito em relação às obras de prolongamento da via, que dará acesso ao Hospital da Fundação de Assistência da Paraíba (FAP), em Bodocongó.

Quando retomou a oportunidade de se pronunciar no debate, na segunda parte do programa, Cássio rebateu a declaração do candidato do PSB e o convidou para visitar o andamento das obras na rua João Suassuna. No restante do debate, depois do desafio do tucano, Ricardo não tocou mais no assunto.

Os quase R$ 2 milhões investidos no prolongamento da João Suassuna são oriundos dos cofres da própria Prefeitura de Campina Grande, arrecadados por meio do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano).

– Lamento que o governador Ricardo Coutinho tenha ido embora sem aceitar o convite de ir à João Suassuna. Já que a rua é o acesso para a FAP e a UEPB, seria bom para o governador ver a situação grave em que o hospital se encontra e a universidade, a qual ele tirou a autonomia – comentou Cássio, em suas considerações finais.

Na oportunidade, Cássio também convidou o governador e concorrente a acompanhá-lo numa visita à FAP, que passa por imensas dificuldades financeiras por conta de não repasses de apoio celebrado com o Estado. E ainda desafiou Ricardo Coutinho a testemunhar, in loco, com ele o andamento das obras que o Estado estaria realizando na urbanização do Açude de Bodocongó. Os serviços estão praticamente paralisados há várias semanas, após a assinatura da ordem de serviços.