Fale Conosco

Uma família com histórico de mortes por problemas cardiácos explica o falecimento por infarto do empresário Roberto Cantalice, da construtora JGR.

Submetido a fortes pressões desde que sua empresa foi acusada sem provas de não concluir obras em Campina Grande, o que depois foi desmentido pelo ex-prefeito Veneziano e pelo próprio Tribuna de Contas do Estado, Roberto é o quarto Cantalice a morrer por infarto.

Pessoa sensível e querida por todos, Roberto andava angustiado com o uso indevido do seu nome e da sua empresa num esquema vingativo articulado pelo ex-colega e ex-tesoureiro da Prefeitura de Campina, Rennan Trajano, apontado como o pivô da morte do empresário.

Familiares e amigos de Roberto não se conformam e repudiam a trama que levou o empresário ao infarto fulminante.

“Gostaria de saber se ontem Rennan Trajano conseguiu botar a cabeça no travesseiro e dormir, após provocar com sua loucura a morte de um homem de bem”, desabafou um amigo do empresário.

Informações ainda não confirmadas garantem que a família de Roberto estaria disposta a responsabilizar criminalmente Rennan Trajano pelas causas que levaram o empresário à óbito.