Fale Conosco

O presidenciável Jair Bolsonaro(PSL) participou na noite desta terça-feira(28) da série de sabatinas realizadas pelo Jornal nacional com os candidatos a presidência da República melhor colocados nas pesquisas. Questionado pelos apresentadores do telejornal, Bolsonaro não recuou a nenhum dos temas que lhe foram questionados, durante uma pergunta da apresentadora Renata Vasconcellos o candidato respondeu de uma forma que tirou a âncora do sério.

As mulheres ganham 25% menos que os homens. O senhor já disse que no serviço público já garantia dessa igualdade salarial e na iniciativa privada vale o livre arbítrio do empregador. O senhor afirmou que se fosse empregador não empregaria mulheres com os mesmos salários dos homens, ou seja o senhor se solidariza pessoalmente com os empregadores que compartilham dessa desigualdade salarial? Como explicar isso às mulheres?

Nesse momento ele a interrompe e questiona onde ela teria visto, lido ou ouvido esse afirmação. “Foi na Luciana Gimenez? É muito fácil! Ela perguntou para mim e eu falei ‘a competência’. As mulheres são competentes então questão de salário é competência do Ministério do Trabalho, pois na CLT já se garante isso. O salário compatível desde que não haja mais de 2 anos de tempo de serviço a mais, entre outros”, respondeu.

A apresentadora voltou a questionar se na posição de Presidente da República ele não poderia fazer nada para mudar essa realidade. O candidato tentou fazer uma comparação dos salários de Renata Vasconcellos e Willian Bonner. “Eu tô vendo aqui uma senhora e o senhor, eu não sei ao certo, mas, com toda certeza, como há diferença parece que é muito mais para ele do que para a senhora, e são são cargos semelhantes”

A apresentadora pediu a palavra e disparou: “Como contribuinte ajudo a pagar o seu salário, o meu salário não diz respeito a ninguém. Eu posso garantir ao senhor, como mulher, que eu jamais aceitaria receber um salário menor do que o de um homem que exercesse as mesmas funções e atribuições que eu”, disse.

 

Com informações Polêmica Paraíba