Fale Conosco

A situação do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) é mais delicada do que parece. Desta vez, ele não briga com o governo por mais cargos e outras vantagens – embora não os despreze. Nem briga por mais protagonismo porque passou de presidente do Senado a líder do PMDB.

Renan briga por votos para tentar se reeleger no próximo ano. São duas vagas de senador por Estado, e Alagoas conta com três outros fortes pretendentes, no momento em condições melhores do que Renan nas pesquisas de intenção de voto.

Ele não pode abrir mão do Senado para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados porque seu filho é governador e quer se reeleger. A lei impede a coabitação de um filho governador com um pai deputado federal, ou vice-versa.

Quando Renan compara o governo Temer com a Seleção de Dunga, procura se credenciar junto à esquerda para atrair os votos dela. Renan não tem ideologia. É um oportunista esperto que sobreviveu até aqui. Não quer abandonar o jogo. Não pode. Tem contas a acertar com a Lava Jato.

Fonte: O Globo