Fale Conosco

Os moradores do entorno de Campina Grande voltaram a ficar assombrados pela crescente onda de violência registrada na região, que, neste final de semana, fez várias vítimas de roubos de veículos, casas, agressões e assassinatos. Duas pessoas foram mortas a tiros, sendo que uma foi alvejada por três disparos de arma, após discussão em um bar, o acusado continua foragido.

De acordo com informações da Central de Operações da Polícia Militar (Copom), o homem estava num bar no bairro da Ramadinha, quando, após discussão foi alvejado com três disparos de arma de fogo, ele ainda teria sido levado ao hospital de Trauma, mas não resistiu aos ferimentos. Outro caso, foi registrado por uma plantonista que do hospital que registrou a entrada de um homem, vítima de tiros em suposto confronto com a polícia no bairro do Catolé em Campina, ele foi atendido, mas faleceu devido à gravidade dos ferimentos.

O final de semana também foi violento em toda a região metropolitana de Campina Grande no tocante a roubos. No bairro das Nações na Rainha da Borborema foi registrado um assalto numa casa de um senhor de 45 anos, que foi agredido e teve levado uma TV, som e o valor de R$ 180. Já na Vila Castelo Branco e no Bodocongó III no sábado, foram furtados mercadinhos, como também o Posto São Luiz no Centro de Campina, de onde foi levado todo o dinheiro apurado no dia.

Diversos veículos foram roubados na Rainha da Borborema, às 20h o professor Tiago de Oliveira morador do Jardim Tavares teve furtado sua moto por dois indivíduos na famosa moto preta. Outros veículos foram levados no bairro do Centenário (um corsa vermelho 2005) e no Alto Branco (um corsa branco).

Em Pocinhos um idoso de 80 anos morador do Sítio Cabeça de Boi ao retornar a sua casa foi agredido por dois bandidos que o espaçaram e levaram sua arma de caça.

Acidentes de motos – 73 vítimas de acidentes de moto deram entrada neste fim de semana no hospital de Trauma de Campina, sendo 37 no sábado, 35 no domingo e 1 nesta manhã.