Fale Conosco

Algumas coisas na Paraíba eu acho desnecessárias. Se o jogo é de cartas marcadas, por exemplo, pra que fingir que haverá alguma surpresa?

No caso da sucessão no PPS todos sabemos que o presidente será quem Ricardo decidir que será. Se é assim, pra que disputa? Sai dessa Bernardino!

No que se refere a CPI dos Outdoors não carece de longevidade se todos sabem quem bancou o escarnio. Foi Nonato Bandeira, o ordenador de despesas da SECOM, e ponto final.

Mas, sinceramente, eu esperava que a turma do Coletivo fosse mais inteligente quando encomendou e moldou uma pesquisa publicada nesta sexta feira na Revista Polítika.

Lá, quem Nonato quer que esteja na frente está e não entendo como é que Fabiano Gomes e a OP DATA se prestam a um papel tão ridículo.

Pra Nonato, Agra deveria aparecer em primeiro e Maranhão em segundo e não deu outra. Quem realmente lidera, Cícero, foi puxado para terceiro, apesar de os três estarem pasteurizadamente empatados, o que nem de longe reflete a realidade.

Já em Campina Nonato e a SECOM empinaram o nome que mais interessa a Ricardo Coutinho, que é Daniella Ribeiro, confirmando a minha tese de que tem um girassol disfarçado de margarida.

Diogo foi puxado para segundo, Romero recuado abaixo de 10 pontos e os prováveis candidatos de Veneziano não passam de sete pontos. Tudo muito conveniente. Pra que eleição? Nonato já decidiu.

Só falta agora a SECOM iniciar uma ação maquiando os números da reprovação do Governo RC, que amarga hoje algo em torno de apenas 40% de aprovação, ou seja: 60% dos paraibanos estão arrependidos.

Mas , é claro, aqueles 18 milhões da licitação vão irrigar a mídia e a mentira que Nonato inventar vai ser repetida até que algum besta ache que é verdade absoluta.