Fale Conosco

A quem  não interessa a ascensão do senador Vital do Rêgo a condição de ministro? Que forças moven-se nos bastidores para impedir a indicação unânime do PMDB?

Exposto na mídia, o senador paraibano hora tem seu nome dado como certo na Integração, hora é cotado para o Ministério das Cidades.

Mas, não tem sido fácil essa espera, pois além da ansiedade inevitável e da pergunta única em todas as entrevistas que ele concede, há movimentação subterrânea dos interessados diretos na não nomeação. 

Vital em qualquer ministério potencializará a candidatura de Veneziano e isso por si só já é motivo de grande preocupação para o governador Ricardo Coutinho, o Grupo Ribeiro e outros que se camuflam à direita e à esquerda.

RC, por exemplo, se apropriou de algumas obras e ações do governo Dilma e com Vital na Integração essa falsa paternidade seria desmascarada. 

Já Aguinaldo Ribeiro entraria em off com a saída do ministério das Cidades para disputar a reeleição, enquanto isso Vitaria iria para on e para o palco central em Brasília e isso tem mexido com a vaidade e estrtagema pessoal do Grupo Ribeiro, que sonha em retomar o espaço que perdeu em Campina para os Vital do Rego após a vitória de Veneziano em 2004.

Enfim, se de uma lado parte da mídia noticia como iminente a ascensão de Vital a condição de ministro e outra banda diz que não será, aguardemos para ver quem tem as melhores fontes. 

Particularmente, tenho a convicção de que o senador será alçado ao primeiro escalão do governo Dilma.