Fale Conosco

Marcelo Queiroga, o paraibano que virou ministro da saúde, será convocado de novo para depor à CPI da Pandemia, no Senado Federal.
Seu retorno acontecerá pelo pior dos motivos:
Os senadores descobriram que Marcelo Queiroga mentiu em seu depoimento!
O ministro – quarto a ocupar a pasta ao longo da Pandemia – mentiu quando disse que sua gestão não distribuiu medicamentos do chamado kit covid – formado por cloroquina e ivermectina -, ineficientes no combate a doença.
Os senadores descobriram, através de reportagem investigativa do jornal O Globo, que entre o fim de março e abril, após a posse de Queiroga, foram entregues mais de 127 mil comprimidos a dois municípios do interior de São Paulo.
A informação foi confirmada pela plataforma Localiza SUS, atualizada pelo Ministério da Saúde, que indica envio de 27 mil comprimidos para Limeira e 109 mil para Presidente Prudente.
Antes de ser pego na mentira, Queiroga já havia desagradado aos senadores por seu depoimento recheado de esquivas, passando a impressão de que nunca foi, de fato, o responsável pelo ministério que supostamente comanda.
Se aos senadores Marcelo Queiroga pareceu mandar de menos, para o presidente Jair Bolsonaro – segundo rumores de bastidores -, o paraibano quer ter autonomia demais.
Um erro fatal no governo de Jair.
A expectativa, em Brasília, é de que os brasileiros serão apresentados a um quinto ministro da saúde nos próximos dias.
Queiroga, e suas supostas mentiras, estariam com os dias contados.

Ouça: