Fale Conosco

Os legistas do Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife identificaram nesta quinta-feira sete vítimas do voo da Noar Linhas Aéreas que caiu na quarta-feira, no Grande Recife, matando 16 pessoas. A causa da morte de todos os corpos que foram periciados é politraumatismo, anunciou a médica-legista, Joyce Breenzinckr, gestora do IML.

Os corpos identificados são liberados para as famílias, que devem providenciar a retirada e o sepultamento. Familiares de duas vítimas, que foram identificados no início do dia, já retiraram os corpos.

Doze legistas trabalham no esforço conjunto para a rápida identificação das vítimas. Há também o apoio de um radiologista (também médico-legista) e três odonto-legistas. Com a exceção de dois odonto-legistas que vieram da universidade em apoio, a equipe é do próprio IML e conta com a experiência de ter trabalhado na identificação dos corpos do voo Air France 447, que caiu em 31 de maio de 2009 com 228 pessoas a bordo.

A respeito dessa experiência, a legista Joyce Breenzinckr, disse considerar a atual missão menos penosa do que a identificação de mortos, que passaram alguns dias no mar e ficam mais difíceis de serem trabalhados.

Foram identificados Ivanildo Martins dos Santos Filho, Roberto dos Santos Gonçalves copiloto, Rivaldo Paulírio piloto, Marcelo Albuquerque Carneiro Campelo, Natan Braga da Silva, Maria da Conceição Alves, Antônia Fernandes Jalles.

Com JBonline