Fale Conosco

Uma pesquisa divulgada ontem (16) pela Confederação Nacional de Transporte (CNT) revelou a real situação das estradas brasileiras. No levantamento, os dados apontam que quase 500 km das rodovias da Paraíba são ruins ou péssimos. O estado aparece na região Nordeste na quarta posição com 221 quilômetros em péssimas condições de tráfego, ficando atrás apenas do Maranhão (864 km), Pernambuco (441 km) e Bahia (392 km).

Dos 1.665 quilômetros sob gestão pública analisado pela CNT, cerca de 465 km são considerados como ruim ou péssimos. Desse total 349 km são de responsabilidade do governo do estado.

As rodovias estaduais avaliadas como péssimas são: PB-066, entre Juripiranga e Ingá; PB-262, entre Patos e Teixeira; e PB-386, entre Itaporanga e Conceição. Já as consideradas como ruins são: PB-238, entre Assunção e Teixeira; PB-250, entre Ouro Velho e BR-110/412; PB-306, entre Princesa Isabel e Tavares; PB-400, entre Cajazeiras e Conceição; e PB-393, entre Cajazeiras e São João do Rio do Peixe. Das rodovias federais nessa categoria se enquadram apenas trechos das BRs 110 e 361.

A pesquisa da CNT analisou critérios como condições de pavimentação, sinalização, geometria da via e infraestrutura. O levantamento registrou que no primeiro semestre deste ano a Paraíba possuía 1.257 quilômetros de rodovias federais e 2.217 km de estradas estaduais.

BG