Fale Conosco

Ricos e pobres nunca serão iguais em nada e até numa catástrofe o sofrimento é diferente. Por exemplo, nesse terremoto no Japão seguido de tsunami e acidente nuclear fala-se em no máximo 10 mil mortos.

O Japão é uma superpotência e teve tecnologia para avisar horas antes o que estava por acontecer. Pobre Haiti que nem comida para o seu povo tem, imaginem tecnologia para avisá-los daquele terremoto de 7.0 de magnitude. Moral da história: 230 mil pessoas morreram.

No Japão a magnitude foi de 8.9 e morreu, até agora menos de 10% do que no Haiti e essa é a diferença entre ser rico e pobre até na hora de uma catástrofe.

Não vou nem falar na ajuda humanitária e capacidade de reconstrução. Basta a notícia de que o G8, o grupo dos oito paises mais ricos do mundo, se reune hoje em Bruxelas para discutir ajuda ao Japão. Alguém lembra do G8 se reunindo para ajudar o Haiti?

Vou trazer o tema para mais perto de você: o Brasil teria estrutura para alertar sua população com alguma antecedência? 

Deus nos acuda!