Fale Conosco

Campina Grande pode protagonizar nos próximos dias dissabores ainda maiores para o governador Ricardo Coutinho. Algo diferente das barricadas em frente ao quartel de Polícia, mas com poder de combustão maior do que os tiros transmitidos ao vivo para todo Brasil. 

O pastor Eudes, um dos coordenadores do Encontro para Nova Consciência, prepara com carinho o discurso de abertura do evento criado por Ronaldo Cunha Lima e quem já viu me disse que é contundente. E olha que o tema desse ano é “promover a paz”, mas nem assim Ricardo se sensibilizou viabilizando apoio ao evento internacionalmente conhecido.

Lá no Calçadão um amigo que tomava cafezinho me contou que ele chamará Ricardo de herege e isso nos remete à campanha, quando um rapaz evangélico definiu uma a uma as estátuas estranhas que Ricardo mandou colocar em sete pontos estratégicos da cidade gerando uma cabala mística. 

Eleito governador, Ricardo foi categórico ao negar qualquer tipo de ajuda ao evento ecumênico, numa decisão que se estenderá ao Maior São João do Mundo. 

Afinal, o que Ricardo tem contra este evento plural e espiritual? Porque o Governador tem tomado atitudes que irritam tanto Campina Grande?

Logo Campina que lhe deu a vitória está recebendo um tratamento tão desigual. 

Acompanhemos com cautela esse pedido de audiência do prefeito da cidade, Veneziano Vital, que com certeza se propõe a conversar sobre uma agenda institucional e certamente intercederá em favor do importante evento que acontece durante o Carnaval e tocará no tema parceria para o Maior São João do Mundo.   

Clique aqui e veja essa matéria da TV Itararé sobre o evento, que este ano completa 20 anos.