ParaíbaPolítica

PT de Cabedelo faz nova contestação sobre eleição na cidade

O PT em Cabedelo entrou, nesta terça-feira (20), com uma nova contestação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as Eleições Suplementares. Segundo o dirigente, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) aprovou uma nova Resolução que desobedece duas regras.

A primeira é a do período de vacância: a Corte decidiu colocar as eleições para o dia 17 de março de 2019, muito além dos 90 dias de vacância do cargo, já que Leto Viana renunciou mandato no dia 16 de outubro deste ano.

O segundo ponto é que a nova Resolução permite que filiados com menos de seis meses dentro de um partido possam se candidatar a prefeito e vice de Cabedelo, nessas Eleições Suplementares.

O PT de Cabedelo foi quem conseguiu derrubar a primeira Resolução sobre o pleito suplementar no município, a qual tinha definido que a eleição aconteceria no dia 9 de dezembro deste ano. O ministro Admar Gonzaga, do TSE, acatou o primeiro pedido do partido e fez com que o TRE-PB elaborasse a nova Resolução, que agora também está sendo questionada pela mesma legenda

Tags: Tags: