Notícias

PSB não sabe mais o que fazer para manter João Azevedo no páreo e a troca é inevitável

Não há mais como esconder a estagnação e inviabilidade do projeto João Azevedo. Não decolou e o corre corre dentro do PSB é grande para uma eventual substituição e de uma maneira classuda, que não deixe o governador Ricardo Coutinho mal na fita.

Substituir é admitir que o Plano A gorou. Mas, como fazer o omelete sem quebrar os ovos? Como tirar João da raia e botar outro candidato sem admitir o fiasco do projeto original?

Todo mundo sabe que Estela é o estepe de João Azevedo e, provavelmente, será ela quem carregará o girassol até a reta de chegada, ou bem perto, como da última vez.

O problema é que desta vez o PMDB vem com uma candidatura própria mais competitiva do que foi a do senador José Maranhão, que é a de Manoel Júnior, e num momento onde o partido assume o comando do País.

Saber quem estará no segundo turno contra o prefeito Luciano Cartaxo não é tarefa fácil e não se surpreendam se o governador Ricardo Coutinho se abster no segundo turno, por falta de opção.

O que tem na caixa preta do DETRAN pode acertar a titela de Estela no meio do caminho.