Fale Conosco

A coligação ‘Fé, Progresso, União e Paz’, da candidata a prefeita de Conde, Karla Pimentel (PROS), impugnou a candidatura à reeleição da atual gestora, Márcia Lucena alegando problemas na composição do PSB na cidade. A coligação formada pelo PROS, DEM, MDB e PSL aponta que o presidente municipal do PSB, Aleksandro Pessoa, é um policial militar da ativa e não poderia estar presidindo a legenda, conforme ocorre desde 2 de outubro de 2017 até os dias atuais, embora classifique-o como aposentado (inativo), no mesmo documento.

Conforme a Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC), a coligação pede o “reconhecimento de Nulidade de Filiação Partidária de Militar da Ativa realizada pelo Senhor Aleksandro Pessoa em abril de 2020; nulidade de todos os atos enquanto presidente no período de 02/10/2017 a 02/10/2020; nulidade de Convenção Partidária do PSB-Conde realizada enquanto da vigência de Presidente Partidário impossível; e total procedência da presente Ação de Impugnação de DRAP e RRC dos ora Impugnados.”