Fale Conosco

A Comissão Especial de Políticas Públicas de Combate às Drogas realiza nesta quinta-feira (1º) um seminário nacional para avaliar os resultados de uma série de encontros que vêm ocorrendo semanalmente nos estados com o objetivo de repensar as ações de combate e prevenção ao uso de drogas no País.

O deputado Wilson Filho, vice-presidente da Comissão, e coordenador do seminário realizado em João Pessoa, considera que o seminário nacional deve servir de marco no processo de combate às drogas no país, principalmente pela colaboração obtida em 14 seminários realizados em diversos estados brasileiros.

“A audiência pública ocorrida em João Pessoa, no dia 08 de agosto, terminou por apresentar uma série de sugestões que certamente vão ser acatadas pelo seminário nacional, tendo em vista a importância que têm no aspecto financeiro da luta e de sua divulgação na mídia de cada estado brasileiro”, avalia Wilson Filho.

Entre as principais sugestões colhidas na audiência pública da Paraíba, coordenada pelo deputado, está a de transformação da Secretaria Nacional de Políticas Públicas de Combate às Drogas em Ministério. Outra é a de que uma vez por ano o prêmio da Mega-Sena, além do prêmio ao vencedor, terá, dos recursos que forem destinados aos impostos,uma parte revertida diretamente ao Fundo Nacional Antidrogas.

Mais um ponto de destaque na Carta Proposta da Paraíba é a da gratuidade nos meios de comunicação para dar publicidade aos programas oficiais do Estado que têm o objetivo de enfrentamento das drogas. Também no campo da mídia, a Carta Proposta da Paraíba quer o fim da propaganda que tenha como objetivo o incentivo ao uso do álcool. Enfim, a criação do Disque Ajuda, de abrangência nacional, que venha a se transformar num instrumento mais ágil para que o dependente venha a apresentar seu problema.