Fale Conosco

O Guia Eleitoral da Coligação A Vontade do Povo trouxe mais uma grave denúncia que comprova o abuso da máquina pública do Governo Estadual em favor da campanha do governador Ricardo Coutinho (PSDB), candidato à reeleição. Desta vez, o uma reportagem mostra o Programa Empreender Paraíba sendo utilizado como instrumento de distribuição de cheques em troca de votos, manipulação político-eleitoral na escolha dos contemplados e fraudes grosseiras para encobrir desvios de recursos públicos.

De acordo com a reportagem-denúncia, dezenas de cidades receberam cheques do Empreender, nas vésperas da eleição, com um único objetivo: garantir votos. Fraudaram endereços, gente de uma cidade recebendo por outra, tem de tudo. A cidade de Rio Tinto, localizada no Litoral Norte, é um desses municípios.

Casos comprovados

O microempresário José Antônio Ferreira, dono de uma pequena funerária na cidade, revelou como funciona a operação fraudulenta e eleitoreira. Ele recebeu um financiamento de R$ 10 mil do Empreender, mas no endereço onde consta o contrato, está Rua Com Ventania, S/N, no município de Casserengue. Comprovante de domicílio falso, já que o empresário reside e mantém o negócio em Rio Tinto.

Segundo José Antônio, o presidente do PSB e coordenador do Orçamento Democrático de Rio Tinto, Fernando Naia, controla a liberação de todos os contratos e viabiliza a falsificação dos comprovantes de residência.

– Uma pessoa de lá me deu um comprovante de residência de uma cidade que eu nem sei onde fica, Casserengue, e por essa cidade eu consegui fazer o empréstimo. Em Rio Tinto, só recebeu o Empreender, quem Naia quis. Eu só passei a receber quando ele autorizou – revelou José Antônio.

Outro caso semelhante também aconteceu em Rio Tinto. Simone Costa da Silva e o filho Felipe, proprietários de uma pastelaria, também receberam cheques no valor de R$ 2.042,82, cada um, se utilizando de endereços da cidade de Baia da Traição.

Esta é apenas mais uma prova do uso da máquina pública do Governo Estadual em favor da campanha de reeleição do governador Ricardo Coutinho. Além disso, prestadores de serviços, servidores e até presidiários são utilizados como cabos eleitorais pelo atual gestor.

BKardec