Fale Conosco

Eu sempre fico preocupado quando os “homens da lei” entram em ação nos processos eleitorais para fazer exatamente o oposto do que foram designados quando assumiram seus cargos: defendem grupos políticos ao invés de defenderem a população.

Espero sinceramente que não seja isso que está ocorrendo em Campina Grande, mas as evidências insistem em provar que sim.

Nos últimos dias, temos assistido aos embates constantes entre o Procurador da Saúde em Campina Grande, Herbert Targino e a Prefeitura de Campina Grande. O procurador tem questionado o processo de seleção para contratação de servidores para UPA e Hospital da Criança .

A secretária municipal de Saúde, Tatiana Medeiros, falou sobre o assunto e afirmou que a seleção é feita com base legal de acordo com a lei municipal nº 4.038 de 2002 e com o estatuto do servidor.

Conforme ela, “a seleção foi amplamente divulgada na imprensa. O prazo de vigência do edital é de um ano e o prazo da vigência de contratação é de seis meses”. 

“Fizemos todos os esclarecimentos para o promotor da Saúde Herbet Targino, que teve uma interpretação equivocada acerca da vigência da contratação dos profissionais”, destacou Tatiana Medeiros.

Coincidência ou não, Tatiana é a pré-candidata do PMDB, tem crescido entre os campinenses e tem, para agravar a situação dos opositores, uma história de conquistas à frente da pasta da Saúde.

Herbert, por outro lado, é diretamente ligado ao grupo do PSDB de Cássio Cunha Lima, que mesmo sem definição concreta defende Romero Rodrigues.

As relações entre Targino e Cunha Lima são antigas. Basta lembrarmos que Harrison, irmão de Herbert, esteve a frente da Segurança no governo do Cássio, teve participação na defesa dele durante processo que culminou na cassação e foi emplacado na Secretaria da Administração Penitenciária de Ricardo Coutinho.

Mas, os envolvimentos não são só com o grupo Cunha Lima. A família Targino tem compromissos e interesses políticos também com o clã do patriarca Enivaldo Ribeiro, deixados pelos elos estabelecidos entre Daniella Ribeiro e os Targino em épocas passadas.

Ou seja, com a perseguição implacável de Herbert na tentativa quase absurda de encontrar “piolho em cobra”, ele busca minar a candidatura do PMDB, enquanto beneficia ao mesmo tempo os pré-candidatos Romero e Daniella.

Por isso, torno a repetir: me preocupo com os “homens da lei” na política, eles esquecem os juramentos que fizeram ao concluir o curso e só se lembram dos juramentos de fidelidade aos grupos que integram.