Fale Conosco

O procurador Carlos Fernando Lima, um dos principais nomes da força-tarefa da Lava Jato, acusa Michel Temer de matar a operação por asfixia.

“A Polícia Federal não tem mais dinheiro para passaporte. A Força-tarefa da Polícia Federal na operação Lava Jato deixou de existir. Não há verbas para trazer delegados”, escreveu ele, em seu facebook. “Mas para salvar o seu mandato, Temer libera verbas à vontade.”

Lima defendeu também que a denúncia contra Temer seja acolhida pela Câmara, ao postar as hashtags abaixo:

#quemnãodevenãoTemer #deixeosupremojulgar

Ontem, reportagem do 247 demonstrou que, enquanto as polícias param, Temer torra bilhões em emendas parlamentares para comprar o apoio de deputados.

 

 

Fonte: Brasil 247