Fale Conosco

Mais 1.470 cestas básicas foram distribuídas esta semana a 17 entidades que assistem pessoas que se encontram em vulnerabilidade social e econômica na Capital através do Programa Procon Solidário, da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor. Desde maio, já foram entregues 6.221 cestas de alimentos não perecíveis.

O Procon Solidário é resultado da celebração de Termos de Compromisso e de Ajustamento de Conduta (TAC) junto a empresas que têm demanda na Secretaria de Proteção e Defesa do Consumidor e tem o objetivo de transmutar as multas oriundas de processos administrativos em obrigação do fornecimento de cestas básicas destinadas à doação.

O secretário do Procon-JP, Rougger Guerra, enfatiza que o público alvo do Programa são as pessoas que perderam sua fonte de renda devido às restrições econômicas provocadas pela pandemia do Coronavírus. Ele reforça que o objetivo do Procon Solidário é acudir quem está em vulnerabilidade alimentar. “Na próxima semana vamos distribuir mais gêneros alimentícios a entidades que trabalham com a população mais necessitada neste momento. Estamos fazendo nossa parte para atenuar os prejuízos causados pandemia”.

Entidades beneficiadas no último dia 21: Organização Águia do Rio Jaguaribe (Cristo Redentor); Katherine Prado (Rangel/Laranjeiras); Associação de Teatro, Artes e Yôga (Roger); Paróquia Nossa Senhora de Lourdes (Centro); Associação Comunitária São Luiz (Bessa).

No dia 22 foram entregues às seguintes entidades: Associação Recreativa e Cultural Escola de Samba Independente de Mandacaru (Mandacaru); Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Jardim Treze de Maio); Associação dos Amigos e Residentes do Treze de Maio (Jardim Treze de Maio); Associação Paraibana de Educação e Cultura Boulevard – APECB (Valentina); Primeira Igreja Assembleia de Deus Missionária (Cidade Verde – Bairro das Indústrias); Associação Beneficente dos Amigos e Moradores do Alto do Mateus – Abamam (Alto do Mateus).

Os beneficiados neste dia 23 foram: Associação dos Moradores e Trabalhadores Sindicalizados de Mangabeira (Mangabeira); Netinha Cintex (João Paulo II); Paróquia São Francisco das Chagas (Varjão).