Fale Conosco

Após a enfermeira Mônica Calazans ser a primeira pessoa vacinada contra a covid-19 no Brasil, outras doses da coronavac também foram aplicadas. O segundo a ser imunizado foi o enfermeiro Wilson Paes de Pádua, de 57 anos, do hospital Vila Penteado, na Zona Norte de São Paulo.

“Estou muito feliz, acho que nós temos que lutar pela vacina, lutar pela ciência, para melhorar a saúde e sair dessa pandemia. Me sinto muito orgulhoso e feliz desse momento”, comemorou o enfermeiro.

A terceira pessoa a ser vacinada foi Vanusa Kaimbé, a primeira indígena do país a ser imunizada. Vanusa tem 50 anos, é técnica de enfermagem e assistente social, presidente do conselho dos indígenas kaimbe do estado de São Paulo. Ela vive na “aldeia Kaimbé filhos da terra”, em Guarulhos.

“Eu vim aqui hoje representar a população indígena e falar a importância da vacina. A vacina salva vidas. Fui a primeira indígena a ser vacinada e recomendo para todos os meus parentes”, declarou a indígena.

G1