Fale Conosco

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), começou o quatro trimestre no campo negativo, em queda de 0,26% em outubro na comparação com setembro, informou o BC nesta segunda-feira. O resultado contrariou o esperado por analistas consultados pela agência Reuters, que projetavam alta mensal de 0,2% em outubro, de acordo com a mediana das projeções, sendo que a mais baixa delas apontava para variação zero no período. 

Em setembro, o índice havia avançado 0,26% em relação a agosto. Na comparação com outubro de 2013, a retração é de 0,87%. No acumulado do ano, a queda é de 0,09%, e em doze meses, o resultado é positivo em 0,26%. 

A atividade econômica brasileira saiu da recessão técnica no terceiro trimestre, porém comexpansão mínima de 0,1% sobre os três meses anteriores. O número reflete a dificuldade do país em iniciar a recuperação.

Economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) para o relatório Focus desta semana reduziram a estimativa de crescimento do país de 0,18% para 0,16% em 2014 e de 0,73% para 0,69% em 2015. 

O IBC-Br incorpora estimativas para a produção nos três setores básicos da economia: serviços, indústria e agropecuária, assim como os impostos sobre os produtos.

VejaOnline