Brasil

Preso há um ano e meio, Lula será solto ainda nesta sexta-feira por determinação judicial

Após 580 dias na prisão, o ex-presidente Lula vai deixar a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba nesta sexta-feira. O juiz Danilo Pereira Junior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, concordou com o pedido protocolado nesta mesma sexta-feira (8) pela defesa do ex-presidente, baseado na decisão da quinta-feira (7) do Supremo Tribunal Federal, que derrubou a prisão após condenação em segunda instância.

Na sede da PF, Lula recebeu durante a manhã a visita de seu advogado, Cristiano Zanin Martins, e da presidente do partido, Gleisi Hoffmann. Durante a tarde, o ex-candidato à Presidência, Fernando Haddad, e a filha do ex-presidente Lula, Lurian, também conversaram com o petista.

A soltura não significa o fim do processo do tríplex de Guarujá (SP), pelo qual Lula foi condenado por corrupção e lavagem em primeira instância, em julho de 2017.

Lula vai aguardar em liberdade o julgamento de recursos ainda pendentes, no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e no próprio STF.