Fale Conosco

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou nesta quinta-feira (5) que vai pedir na Justiça o mandato do governador João Azevêdo e o ressarcimento dos R$ 3 milhões gastos com a campanha do ex-socialista.

“Ele devia ter a dignidade de devolver o dinheiro que se gastou na campanha dele”, disse Siqueira. Siqueira disse que o conflito dentro do partido foi criado pelo próprio governador, que se recusou a conversar com ele e com o ex-governador Ricardo Coutinho, mesmo após diversos convites.

“Hoje imagino que ele já estava decidido a sair do partido no momento em que criou o conflito”, comentou Carlos Siqueira. Ele negou que tenha havido intervenção do diretório nacional na dissolução do diretório estadual do partido e afirmou que João Azevêdo havia vetado o nome de Ricardo Coutinho para presidência da executiva estadual.

“Já vi traição na política, mas demora pelo menos  um ano”, disse ele, acrescentando que acredita que João Azevêdo tenha planejado sua ‘traição’ desde o momento em que assumiu o governo.