Fale Conosco

O presidente do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores, Jackson Macedo, confirmou que assumirá a defesa de apoio à candidatura do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PSB) a senador na chapa do socialista João Azevedo ao governo. Até recentemente, Macedo e outros expoentes petistas tinham restrições a Veneziano, identificado como “golpista” por ter votado pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. A manifestação das últimas horas foi sintomática da superação de divergências por parte do PT.

O segundo pré-candidato ao Senado que tem apoio irrestrito de Jackson Macedo é o deputado federal Luiz Couto, do PT, cuja postulação deverá ser anunciada amanhã, às 10h, se não houver contratempo. Couto é membro da Executiva Nacional do PT, a quem cabe confirmar se ele deve integrar a composição em torno de João Azevedo, candidato “in pectoris” do governador Ricardo Coutinho. “Tenho a convicção pessoal de que poderemos eleger tranquilamente na Paraíba não só João Azevedo mas também os dois senadores”, ponderou Jackson Macedo.

De acordo com as versões, o deputado federal Luiz Couto teria dado um prazo para que PT e PSB apresentassem as condições para que ele dispute o Senado. No final de semana, em conversas com jornalistas, o governador Ricardo Coutinho sinalizou que Couto deve ser o segundo nome da chapa senatorial que vai reforçar as pretensões de João Azevedo. Os petistas esperam, ainda, um engajamento e compromisso de socialistas paraibanos em apoio à pré-candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva ao Planalto, que o PT insiste em manter, apesar de o ex-mandatário estar preso e enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

No que diz respeito ao deputado federal Veneziano Vital, o presidente estadual do PT obtemperou que ele tem encetado movimentos e gestos de aproximação ao chamado campo democrático e popular. “Não só nas votações do Congresso pós-impeachment, Veneziano sinalizou e votou contra as reformas propostas pelo governo Temer, que retirava direitos dos trabalhadores, e por duas vezes manifestou-se favorável ao acolhimento de denúncias formuladas contra o presidente Michel Temer. Isto facilita uma posição por parte do PT”, acentuou o dirigente estadual. Com informações dos Guedes.