Fale Conosco

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou na noite desta quarta-feira (23) a redução de 10% preço do diesel nas refinarias e disse que vai manter a redução por 15 dias.

De acordo com parente, a redução anunciada representa uma queda de 23 centavos no preço do litro nas refinarias e de 25 centavos para os consumidores. Parente afirmou que não há um discussão para a redução do preço da gasolina.

“É uma medida de caráter excepcional. Não representa uma mudança de política de preço da empresa”, disse Parente durante entrevista coletiva. “São 15 dias para que o governo converse com os caminheiros.”

O presidente Michel Temer foi informado momentos antes da coletiva de imprensa da Petrobras sobre redução do preço do diesel.

“Não foi uma decisão fácil. Não foi uma decisão simples. Mas eu tenho serenidade em dizer que tenho horror a dogmas”, disse Parente. “Não tivemos pressões do governo ou de movimentos sociais. Estamos fazendo uma avaliação realista da situação do país.”

Na terça-feira, Parente se reuniu em Brasília com os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, e de Minas e Energia, Moreira Franco, e garantiu que a política de reajustes dos preços de combustíveis da empresa não seria alterada.

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior frequência, inclusive diariamente, refletindo as variações do petróleo e derivados no mercado internacional, e também do dólar.

Protestos se espalharam

A subida do preço do combustível nas últimas semanas provocou uma série de manifestações no país. Nesta quarta-feira, a manifestação entrou no terceiro dia e os caminhoneiros bloquearam estradas em 23 estados e no Distrito Federal. G1