Fale Conosco
O presidente da Câmara Municipal de Santa Rita, Gustavo Santos, colocou toda a casa em xeque nessa terça (12).
Gustavo fez graves denúncias e disse que vários parentes de vereadores possuem cargos na gestão sem nunca terem comparecido a um expediente. Questionado sobre o motivo de ter revelado o suposto esquema apenas agora, Gustavo rebate: “Eu precisava ter provas. E agora estou amparado pelo Sagres”.
O presidente da Câmara ainda revelou que no final de 2018 o Tribunal de Contas do Estado questionou se os vereadores possuíam parentes na gestão e foi negado. Gustavo informa que levará a questão para a apreciação do TCE.
A questão dentro da Câmara não para aí. A denúncia feita pelo presidente ainda dá conta que um grupo de 10 vereadores foram constrangidos a assinar procurações para a gestão municipal de Santa Rita para que fosse realizado um processo para derrubar a mesa diretora. Ainda segundo o vereador foram dadas garantias que o judiciário iria colaborar para o bom andamento do processo. “Os vereadores foram abordados, prometeram aos vereadores ia ser prontamente deferida, teria uma suposta ligação entre a administração municipal e o judiciário”, explica Gustavo. Com informações Expresso PB.