Denúncia

Presidente da Câmara de Marizópolis denuncia golpe e ameaças de armação contra “quem pensa diferente”; veja vídeo

O presidente da Câmara de Marizópolis, Osmar Vitalino (Avante), denunciou, ontem, uma tentativa de golpe para anular a eleição da atual Mesa Diretora da Casa e ameaças de armações contra adversários e pessoas com atuação na política local “que pensam diferente”. A denúncia foi feita durante entrevista ao apresentador Jota França no programa Olho Vivo, da TV Diário do Sertão.

Osmar historiou que desde sua eleição, realizada antecipadamente por meio de resolução, o vereador Carlos José (MDB), aliado do prefeito Zé de Pedrinho (PSDB), entrou com três ações na Justiça para anular o pleito, realizado com os votos de oito dos nove vereadores da Câmara.

Todas os três pedidos de liminares foram negados. O vereador entrou, posteriormente, com requerimento na Câmara pra anular a eleição. Sem sucesso, buscou outra Vara da Justiça para obrigar o presidente da Casa a colocar o requerimento em plenário. Osmar anunciou que obedecerá a decisão judicial e levará requerimento à tramitação interna.

Golpe e manobra política

“É a tentativa de golpe. Querem anular uma eleição legal, que eu já estou há um ano no cargo, por perseguição política e através de um simples requerimento”, lamentou Osmar. Ele denunciou que a manobra é uma forma de intimidá-lo a aderir ao grupo do prefeito.

“Eu pergunto: a Lei muda conforme a posição de um vereador. Quer dizer se eu aderir ao prefeito, a eleição fica toda legal. Mas porque eu tenho minha posição firme eu tenho que ser afastado da Câmara? Eu prefiro perder meu mandato do que ter que se submeter a esse tipo de chantagem”, avisou o vereador.

Tags: Tags: