Fale Conosco

 

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), vem utilizando espaços nas rádios e televisões locais, uma propaganda institucional forte, em que atribui que através de recursos do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) entregou várias obras na cidade. Tais obras, no entanto, contam com recursos, em sua maioria, do Governo Federal, sejam através de emendas parlamentares ou através de projetos.

Na peça institucional, o apresentador afirma categoricamente que com os recursos do IPTU, que no ano de 2017 foram de R$ 18.252.612,29, segundo revela o Tribunal de Constas do Estado (TCE-PB) o prefeito pavimentou mais de 500 ruas e vai pavimentar mais 500 até 2020, construiu mais 44 praças com academias e 10 quadras cobertas. Ainda com esse dinheiro inaugurou o Parque da Liberdade, reformou o Parque da Criança, está reformando o Plinio Lemos e o Meninão, construiu o primeiro Centro de Referência de Saúde do Trabalhador do Brasil, um Centro Odontológico, duas policlínicas e concluiu mais uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), além de ter sorteado 4100 casas do Conjunto Aluízio Campos.

Confira no vídeo institucional da PMCG

No tocante as 500 ruas pavimentadas com recursos do IPTU, conforme diz a propaganda de Romero, matérias da época oriundas de releases da prefeitura mostram o prefeito indo a Brasília, conseguindo verbas do Ministério das Cidades, para a pavimentação de ruas em vários locais da cidade, ou seja, tais recursos não são como a propaganda revela, construídos com recursos do IPTU.

Veja a matéria no link:   https://goo.gl/8tXCSP. 

Ainda na peça publicitária, o apresentador toma para a gestão de Romero a concretização de 44 praças com academias, as conhecidas “Academias de Saúde”, que conforme pode ser visto no link do Ministério da Saúde (https://goo.gl/GN9DNV), são obras que contém recursos federais, que são omitidos na propaganda.

No tocante as quadras, matérias da época também citam que recursos federais do deputado federal Rômulo Gouveia, também foram destinados para essa área. (https://goo.gl/Yd2txn).

Sobre o Parque da Liberdade, matérias de fevereiro deste ano, comprovam que a cidadã obra além de conter recursos federais, está atrasada, pois deveria ter sido entregue em setembro de 2016. (https://goo.gl/LwzHY8).

Sobre a fala do apresentador da propaganda de Romero que cita como sendo de recursos próprios via IPTU as reformas do Complexo Plínio Lemos, do Meninão e do Parque da Criança, release da PMCG enviado a imprensa em 22.11.2016, mostram o prefeito junto a diretoria da Caixa Econômica Federal articulando a liberação de tais recursos.

 

Sobre a construção com recursos próprios do IPTU, do Centro de Referência de Saúde do Trabalhador do Brasil, matéria de 25.02.2013, revela reunião do prefeito com representantes do Ministério Público do Trabalho que destinou a maior parte dos recursos cabendo somente a contrapartida da Prefeitura Municipal de Campina Grande e do Ministério da Saúde. Veja: (https://goo.gl/xUf7q5).

Essa situação também é vista para a construção do citado Centro Odontológico, onde release posto no site da PMCG, desvirtua do que o apresentador fala na peça publicitaria. (https://goo.gl/3PY1JV).

Por fim, sobre a conclusão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), release enviado pelo prefeito, comprova a destinação de recursos federais para a conclusão da obra. Veja (https://goo.gl/WgE9T3).

Fonte:PBAgora