Fale Conosco

Em atenção ao material publicado no Portal Vitrine do Cariri, no último dia 22 de outubro do corrente ano, decorrente de ilações e inverdades proferidas por vereadores que fazem oposição à administração municipal de Boa Vista, restam necessárias respostas e a comprovação de que tais depoimentos não correspondem com a verdade.

Tais informações, atribuídas aos vereadores Genilson Pires (PMDB), Izenaldo Nascimento (PSC), Flávio Soares (PT) e Anderson Farias (PMDB), publicadas no referido portal da região, dão conta de que o Governo do Estado não estabeleceu parcerias com o município de Boa Vista devido à “picuinhas e dificuldades impostas”.

Vamos às verdades e comprovações, atestadas através de documentos oficiais:

1- No dia 06 de julho de 2012, através do ofício nº 190/2012, o prefeito de Boa Vista, Edvan Pereira Leite (PSDB), recorreu ao Governo do Estado para que fosse autorizado ao Departamento de Estradas e Rodagens “a elaboração do Projeto Técnico, objetivando a implantação da pavimentação asfáltica da segunda etapa entre o Distrito de Catolé e a interligação com a BR-412”.

Tal solicitação se deu após o Governo do Estado anunciar as obras de pavimentação asfáltica da Rodovia Estadual PB-138, trecho entre a Alça Sudoeste e o Distrito de Catolé.

ATÉ A PRESENTE DATA O GOVERNADOR NÃO DEU RESPOSTAS AO OFÍCIO ENCAMINHADO HÁ MAIS DE DOIS ANOS.

2- Ainda no ano de 2012, em 08 de agosto, o prefeito Edvan Pereira Leite (PSDB) enviou ao governador Ricardo Coutinho o ofício nº 207/2012, solicitando autorização para o DER “incluir no seu plano de ação a implantação da pavimentação asfáltica” no trecho entre a BR-412 e a PB-078 (que liga Boa Vista à Cabaceiras, passando pela comunidade Espinheiro/Coréia).

A Prefeitura de Boa Vista encaminhou, ainda, o projeto técnico elaborado pelo município para que houvesse celeridade na execução da mesma. Lembrou ainda que no trecho há dezenas de residências, uma Escola Municipal que funciona em regime de tempo integral, uma escola de artesanato e uma igreja, e que no percurso de 1.200 metros há um grande transito de veículos pesados devido às indústrias de beneficiamento de BENTONITA presentes.

Ainda sobre esse ofício a resposta fora remetida pelo Governo do Estado apenas em 19 de outubro do mesmo ano, através do ofício SPG nº 2178, alegando que o trecho já fazia parte do elenco de obras que seriam executadas dentro do Programa PROINVEST. Em mais de 2 anos após essa resposta nenhum trabalho foi iniciado, tampouco informado à população de Boa Vista prazos para inicio.

Após essas comprovações, atestadas através de documentos públicos e oficiais, restam desmentidas todas as informações repassadas pelos vereadores que fazem oposição à gestão municipal, assim como as proferidas pelo candidato à reeleição, no que tange que atendeu à todos os municípios paraibanos.

O município de Boa Vista, durante todo esse governo, não teve a atenção necessária e não houve qualquer tipo de investimento realizado através do Governo do Estado. Não pela falta de interesse e pedidos da Prefeitura Municipal, mas pela falta de interesse dos Órgãos Estaduais.