Paraíba

Prefeitura, Câmara Municipal e Caixa Econômica assinam termo de financiamento para construção da nova sede da CMJP

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, assinou, na manhã desta quinta-feira  (23), o termo de financiamento da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) com a Caixa Econômica Federal (CEF) para a construção da nova sede da Câmara Municipal de João Pessoa  (CMJP). Orçada em R$ 15 milhões, a nova sede do Legislativo Municipal será construída no mesmo local onde funciona a atual e os recursos serão descontados do duodécimo repassado pelo Executivo. Durante reunião com os vereadores, Luciano Cartaxo destacou o fortalecimento do Poder Legislativo e a modernização da Casa para atender melhor à população.

“Está é uma obra importante onde todos saem ganhando. Teremos uma Câmara com mais capacidade de atender à população, um novo prédio mais moderno que respeita suas origens, sua história e valoriza o nosso Centro Histórico. Fui parlamentar por 12 anos e fico feliz de poder contribuir com a revitalização do Centro Histórico, o que passa diretamente pela Câmara Municipal e, em parceria com a Caixa Econômica, poder realizar esta obra”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

Durante a reunião realizada no gabinete do prefeito, no Centro Administrativo Municipal, o presidente da Câmara, Marcos Vinícius, e os integrantes da Mesa Diretora, parlamentares e diretores da Casa de Napoleão Laureano, apresentaram para Luciano Cartaxo o projeto arquitetônico da nova sede. O novo prédio contará com um plenário mais amplo para os vereadores e população que acompanha os trabalhos do Legislativo Municipal, 36 gabinetes, já prevendo um possível aumento no número de vereadores, sala de reuniões, miniplenários, refeitório e vagas de estacionamento no subsolo.

De acordo com o presidente Marcos Vinícius, a nova sede foi pensada de forma que valorizasse o Centro Histórico, tivesse apelo ecológico e melhores condições para servidores e população. O projeto também já foi apresentado ao Ministério Público da Paraíba e ao Tribunal de Contas do Estado. A atual sede foi construída com capacidade para apenas 12 vereadores e hoje a Casa já precisa comportar 27 vereadores, além disso, ela também não comporta toda a parte administrativa. Já a nova sede irá reunir todos os setores no mesmo prédio e facilitar a comunicação entre eles.

“O prefeito tem trabalhado tanto pelo Centro Histórico e para a cidade assinou hoje o convênio com a Caixa Econômica que vai garantir um novo prédio para os vereadores e população. A atual sede está ultrapassada e creio que o novo prédio vai poder atender melhor a população. A obra está orçada em R$ 15 milhões com os valores descontados do duodécimo da Câmara em um prazo de seis anos, através de um acordo que a Prefeitura assumiu junto à Caixa Econômica Federal”, explicou.

Tags: Tags: