Fale Conosco

O prefeito interino de Bayeux, Mauri Batista, mais conhecido como Noquinha (PSL), cumpriu com a palavra e de uma só canetada exonerou mais de 2 mil servidores da gestão municipal, entre cargos comissionados, além dos prestadores de serviços.

A intenção do gestor agora é recontratar os servidores que trabalham nos serviços essenciais e, para isso, um novo decreto de contratação será assinado ainda essa semana.  Essa lista de servidores deve ser publicada após uma análise no quadro de pessoal.

O prefeito afirmou que a ação visa fazer com que a folha de pagamento com pessoal esteja de acordo com a Lei de responsabilidade Fiscal (LRF), atendendo a recomendação do Tribunal de Contas do Estado.

Segundo o procurador-geral do município, Aécio Farias, os salários pagos a esses servidores estariam ultrapassando cerca de 16% do limite preconizado. Ele disse que  um levantamento preliminar foi realizado e em algumas instituições de educação do município foram constatados mais servidores do que alunos.