ParaíbaPolítica

Prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, pode ser expulso do partido a pedido do PSB Mulher

O prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, tornou-se “persona non grata” em meio ao movimento das mulheres do PSB – Partido Socialista Brasileiro.

Mesmo alegando direito de defesa, Tyrone confessou que bateu na advogada Myriam Gadelha, fato que ganhou grande repercussão desde o dia que o episódio se tornou público.

Em nota, assinada por Walquiria Alencar de Sousa, secretária estadual das Mulheres do PSB e Executiva Nacional de Mulheres do PSB, é sugerido que seja tomada tomadas “sanções cabíveis”.

Tyrone é filiado ao PSB e poderá ser expulso, até porque o caso exige uma tomada de posição rigorosa por parte da Executiva estadual, que dará o veredicto.

Num dos trechos do escrito, o movimento em defesa das mulheres socialistas “pede apuração ágil e enquadramento (do filiado Fábio Tyrone) na Lei Maria da Penha”.