Fale Conosco

Durante entrevista coletiva concedida na manhã desta segunda-feira, (21/8), o prefeito de Patos Dinaldinho Wanderley, apresentou a imprensa patoense e alguns representantes de classe em geral, o balanço administrativo em seus primeiros duzentos dias de governo.

O evento contou também com a participação de profissionais de toda a imprensa patoense, quando foi apresentado um balanço dos primeiros duzentos dias de obras realizadas e ações da gestão, bem como avaliadas algumas questões pontuais de cunho administrativo que ainda não foram executadas.

O relatório mostra mais de 200 obras e ações em duzentos dias de governo, além das principais dificuldades enfrentadas para a realização do trabalho. Participaram do evento, secretários e adjuntos da atual gestão, além de empresários, representantes de classe e populares, que ouviram explicações sobre as temáticas sociais mais importantes do Município. Em seu pronunciamento oficial, Dinaldinho fez o seguinte discurso de agradecimento:

Bom dia,

Estou aqui sinceramente grato pela confiança desse maravilhoso povo de Patos, consciente dos grandes desafios que tenho e da enorme responsabilidade de resgatar o brilho e a alegria da nossa cidade.

Uma cidade que nasceu para ser importante, para ter uma posição central no desenvolvimento do sertão do nosso estado. Quem não fica fascinado com o nosso povo tão alegre e simpático. Que ajudam a tornar Patos conhecida e admirada além de nossas fronteiras. O patoense tem muitos motivos para se orgulhar da sua cidade.

Patos não é um simples aglomerado urbano. E, por isso, não pode ser tratada de qualquer jeito. O prefeito dessa cidade precisa saber respeitar essa história. Precisa saber modernizar seu funcionamento, mas sem ferir suas tradições. Precisa compreender que essa cidade é um patrimônio que tem de ser preservado para as futuras gerações. Mas, ao mesmo tempo, não podemos esquecer que Patos é uma cidade viva, dinâmica e que não para de se transformar.

Então, quero dizer a vocês que tudo tem o seu devido tempo. Quem tira seu sustento da terra sabe que existe:

Um tempo de arar;

Um tempo de plantar;

Tempo de regar e aí sim

Vem o tempo de colher.

Os primeiros meses da nossa gestão foram de muito trabalho duro e de medidas austeras. Não podemos atropelar as etapas que, necessariamente, precisamos percorrer. Quero ser cobrado pelo que fiz em meu mandato. Mas, reafirmo, em seu tempo, meus compromissos assumidos serão cumpridos.

E para continuar avançando de verdade, para manter nossa cidade no eixo, vou precisar do apoio de todos vocês. Ninguém faz nada sozinho, muito menos administrar uma cidade do tamanho e da complexidade de Patos.

E como vocês já ouviram é com “honestidade que o trabalho aparece. E a cidade cresce”. Neste relatório que vocês receberam poderão acompanhar um diagnóstico e as mais de duzentas obras e ações de nossa gestão. Devo ressaltar ações na área de saúde que tanto afligem nossa população.

– Reabertura da UPA em sua plenitude, sendo sempre bem avaliada pelos usuários

– Aquisição de novas ambulâncias USA para o SAMU

– PA Maria Marques funcionando 24 horas com um atendimento em crescimento e humanizado

– Novo laboratório que hoje tem seus serviços ampliados e agilizados

– Nova Farmácia básica

– E a reforma e recuperação de mais de UBS

Além das obras e ações de todas as secretarias como:

– Operação calça tudo

– Corte de terras para os agricultores de forma gratuita

– Mais de 3 milhões de litros de água distribuídos

– Tivemos nesse primeiro final de semana os primeiros jogos do Campeonato Patoense de Futebol em parceria com a Carreiro

– Hoje estamos tocando na cidade obras que ultrapassam a quantia de 40 milhões de reais.

Neste final de semana tivemos a Caravana das Boas Ações e o Orçamento Participativo que comprovam queremos uma administração muito mais próxima da população. Agora chegou a hora em que as palavras terão um valor fundamental, pois a administração pública não pode ser exercida sem o diálogo. Mas acima de tudo, agora é a hora de arregaçar as mangas, é hora de trabalhar duro. É hora de tornar o sonho possível.

Porque queremos reforçar que com “honestidade o trabalho aparece. E a cidade cresce”