Fale Conosco

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), através da Promotoria de Justiça de Bayeux, abriu investigação contra a prefeita de Bayeux, Luciene de Fofinho (PDT). A gestora teria supostamente usado a Secretaria de Meio Ambiente de Bayeux (Semaby) para a contratação de funcionários fantasmas.

Conforme denunciado, a gestora teria nomeado 10 funcionários fantasmas ao todo, durante o período eleitoral, entre agosto e novembro de 2020. A Semaby enviou ao MPPB as folhas de frequência da pasta referente a novembro e dezembro, com 13 servidores lotados. Entretanto, os nomes dos supostos funcionários fantasmas não estavam na lista. Luciene não se defendeu no prazo hábil.

Junto ao Sagres, O MPPB confirmou que os servidores foram nomeados como Assessores Executivos e Assessores Especiais da Semaby. Dos 10 denunciados, somente um não compôs os quadros da secretaria em 2020. Também foi constatado que o maior período de vínculo dos funcionários aconteceu entre setembro e dezembro, corroborando com a denúncia apresentada. Na consulta feita em fevereiro de 2021, a maioria dos nomes não faziam mais parte dos quadros da prefeitura.

O Ministério Público converteu a notícia de fato para inquérito civil público para avançar nas investigações. Caso os indícios sejam confirmados, os envolvidos poderão responder por enriquecimento ilícito e dano ao patrimônio público.

Confira o despacho de instauração do inquérito: