Fale Conosco

A briga por cargos federais na Paraíba promete aquecer o cenário político partidário no Estado nos próximos dias. A reportagem do portal PB Agora obteve informações exclusivas, direto de Brasília, sobre a fatia que cada partido terá o direito e o prestígio da indicação dos cargos federais no Estado.

O maior acirramento ficará por conta do PMDB e do PT. Ao que tudo indica o partido do governador José Maranhão (PMDB) passará, literalmente, uma rasteira na ala capitaneada pelo ex-deputado Rodrigo Soares, do PT.

A Secretaria da Pesca, que era uma indicação do PT, através do deputado Anísio Maia, passará a ser uma indicação do deputado federal Hugo Mota (PMDB). O nome indicado pelo peemedebista é o do técnico e ex-prefeito de Sousa, Lúcio Matos (PPS).

A indicação da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) que era uma indicação do deputado Luciano Cartaxo (PT), agora ficará sob a responsabilidade do deputado federal Manoel Júnior (PMDB).

Outro cargo que voltará para as mãos do PMDB é o da Delegacia Federal da Agricultura na Paraíba. O nome indicado para assumir o posto será o de Giucélia Figueiredo.

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) continuará nas mãos da família Vital do Rêgo, também do PMDB. Atualmente, o Coordenador Bruno Gaudêncio, irmão do ex-deputado Álvaro Neto (PMDB), é quem está no posto.

Mesmo integrando o mesmo partido da presidente Dilma Rousseff, o PT, os dois deputados paraibanos da mesma sigla, foram ‘engolidos’ pela força do PMDB e devem perder a queda de braço pela indicação de cargos no Governo Federal.

O PDT continuará com a indicação da Delegacia Regional do Trabalho (DRT) e da Superintendência do Patrimônio da União (SPU). Ambos os cargos, tem ‘o dedo’ do deputado federal Damião Feliciano.

A novidade ficará por conta do PP e do PR. O partido do deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP) ganhará uma pasta federal voltada para a mineração. Já o PR dá como certa a indicação do ex-secretário da Agricultura do Governo do Estado, Bruno Roberto, em um cargo federal. A indicação será do pai de Bruno, o presidente do PR, Wellington Roberto. A reportagem do PB Agora não conseguiu descobrir a qual pasta está ligada a indicação do PR. (Agricultura)

O PT conseguiu continuar com o INCRA e com o INSS e agora também comandará a Empresa de Correios e Telégrafos nos Estado. Com a conjectura, sairá Pereirinha, uma indicação do deputado federal Wilson Braga e ingressará uma indicação do PT para comandar os Correios no Estado.

Como não há nada definido, as indicações ainda não foram formalizadas, já que cada sigla está na batalha para tentar aumentar o tamanho da ‘fatia’ do bolo. Em virtude das consecutivas ‘queda de braço’, a fonte informou que os postos e os partidos podem estar sujeitos a mudanças.

O destino do governador José Maranhão (PMDB) não foi citado. A fonte se reservou o direito de não revelar o posto do peemedebista para não criar mais especulações sobre o assunto.

PB Agora