Fale Conosco

Para quem não entendeu ainda porque o deputado Tião Gomes anda pegando no pé do vereador campinense Cassiano, inclusive convidando-o a sair do partido, aí vai uma boa explicação.

É para tingir a mãe do vereador, Tatiana Medeiros, virtual candidata a prefeita de Campina e que tem aparecido nas qualitativas de dois grupos como a pedra no meio do caminho.

Filiados ao PSL, mãe e filho articulam um arco de alianças capaz de oferecer ao projeto majoritário tempo de guia e musculatura para ir ao segundo turno.

Detectando essa tendência logo a luz amarela acendeu aqui e ali e quem já se achava com cadeira cativa no segundo turno moveu os pauzinhos para Tião desalojá-los do PSL. Ela tira um candidato ou uma candidata do segundo turno e isso peocupa Cássio e RC.

Agora resta a Cassiano e Tatiana dois caminhos. Ou vão para o PR ou para o PMDB. Ou ainda um para cada lado.

O primeiro ta de portas abertas e firme na intenção de apoiar essa articulação, conforme palavras ditas e reiteradas pelo deputado federal Wellington Roberto, presidente da legenda.

E a segunda opção é o PMDB, onde já não há resistência de Fernando Carvalho, mas sempre existiu a simpatia de Vitalzinho e Veneziano.

O nome de Tatiana cresce e sua candidatura é imprescindível para Veneziano não ficar sem representante no segundo turno, vítima do voto útil, mas tem gente com insônia.

Perguntar não ofende: porque quem evitava encontros com Veneziano em público de uma hora para outra, após a vitória no TRE, resolveu fazer mise-en-scéne a tiracolo?

Quem vai para o segundo turno em Campina? Um homem e uma mulher é a lógica.

Qual das duas, Daniella ou Tatiana? Com certeza a candidata de Veneziano. Alguém aí quer apostar?