Fale Conosco

O governo mais uma vez fugiu do enfrentamento com a oposição hoje na Assembléia Legislativa e não colocou em votação a Medida Provisória que trata do remanejamento de verbas de Camará para o Centro de Convenções.

Na verdade, a bancada da situação queria ganhar tempo, enquanto o governador Ricardo Coutinho se reunia com ministros em Brasília para discutir a questão.

Afinal, não apareceu até agora nenhum argumento plausível do governo para esse remanejamento.

Parece birra, só porque as verbas do BNDES para Camará foram determinadas no governo Maranhão.

Hoje, aliás, Ricardo fez o que mais gosta de fazer: discutir, debater, conversar e nada de prático.

Esteve com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, discutindo soluções para o problema da falta d’ água na região do Brejo e do Curimataú do Estado.

Segundo a assessoria do governo, a alternativa apresentada pelo Governo do Estado levará água para 21 localidades no Brejo e no Curimataú, beneficiando mais de 200 mil pessoas, com a resolução definitiva do problema da falta de água para o consumo em municípios como Esperança, Remígio, Serraria e região.

Mas que diacho de alternativa foi esta? Não está explícita na matéria divulgada pela Secom do estado. E é justamente por falta desta clareza que a situação vem comendo o pão que o diabo para justificar o tal do remanejamento.

Enquanto isso, segundo o ex-deputado Armando Abílio, a população de Esperança toma banho numa bacia para economizar água.