Fale Conosco

Espernear é direito de todo aquele que se sente prejudicado, mas diante da segunda derrota na Justiça a prefeita de Pombal e candidata a reeleição, Pollyana (PT), vai ser obrigada a recorrer ao TSE para ver se consegue se manter na disputa.

Pollyanna foi eleita prefeita de Pombal em 2008 e era casada com o ex-prefeito da cidade, Jairo Feitosa, que morreu em setembro de 2007, vítima de um acidente automobilístico.

A Coligação “Unidos Para o Bem de Pombal” e o Ministério Público Eleitoral (MPE) alegaram que a prefeita não pode ser candidata por apresentar inelegibilidade reflexa, já que o seu mandato seria a continuidade de seu marido.

O grande problema da candidata é que enfrentar uma disputa “apertada” como promete ser a eleição em Pombal este ano, com o registro de candidatura pendurado por um frágil barbante, é algo que qualquer malabarista teria medo.

Hoje o TRE manteve o entendimento da juíza eleitoral da 31 º Zona, Isa Mônica de Freitas, e decidiu que a candidata pretendia pleitear um terceiro mandato.

Depois de ser acusada por populares de sequer morar no município que governa, Pollyana ganha um problema novo por dia…