Fale Conosco

A Polícia Federal está realizando hoje a “Operação Gasparzinho” para prender empresários envolvidos em fraudes em licitações que beneficiavam empresas fantasmas ou regustradas em nome de laranjas.

Até o momento não há confirmação de pessoas presas, ou quem pode ter seu nome nos mandados de prisão que a PF cumpre na Paraíba e em São Paulo. Mas já foi divulgado que a organização criminosa atuou em licitações de, pelo menos, 35 cidades paraibanas.

A PF esteve hoje cedo no Cabo Branco Residence Privê, no Altiplano, cumprindo mandados de prisão e apreensão. Ninguém quis informar o nome dos donos da casa que os policiais entraram e retiraram computadores.

Mas a Polícia Federal vai explicar tudo daqui a pouco em uma coletiva.

Lugar de bandido é na cadeia, seja ele rico ou pobre.

ATUALIZAÇÃO AS 12h05m: Até agora foram presas seis pessoas na Paraíba e uma em São Paulo e o montante dos recursos enmvolvidos na licitações frauduilentes chega a 23 milhões. Houve a preenssão de 10 veículos de luxo, mas a PF não divulgou a lista dos envolvidos.