Fale Conosco

Está confirmado que a Polícia Federal invadiu a fazenda de Pietro Harley em Taperoá e que a operação objetiva estancar na fonte um esquema pesado de compra de votos em João Pessoa, pois, como todos sabem, Pietro tem laços com o Coletivo Ricardo Coutinho e teria sido em 2010 o operador financeiro que captava recursos para a campanha de RC.

Para quem não lembra, Pietro tem laços com Coriolano Coutinho e foi denunciado na Revista Época como o laranja que conseguia as notas fiscais para legalizar liberação de pagamentos fictícios da Prefeitura de João Pessoa.

Pietro guardava todo o dinheiro das operações em sua própria casa e chegou a ser dedurado por uma amiga da família, que teria visto vultosa quantia sendo guardada em um cofre.

A casa foi cercada por militantes do PMDB, que chamaram a P2 e esta depois teria sido dispersada por policiais federais de Pernambuco, que, dizem testemunhas, teriam dado proteção e fuga a Pietro a mando de Eduardo Campos, governador daquele estado.

Agora a PF volta a rastrear e cercar Pietro e, pelo que estou sabendo, desta vez é para prendê-lo em flagrante com muito dinheiro e armas.

A pergunta é a seguinte: ele estaria operando para Estela, Cartaxo ou Romero?

1