Fale Conosco

Na manhã desta-quinta-feira (8), agentes da Polícia Federal fizeram buscas em uma empresa do ramo hospitalar sediada no centro de Niterói, na região metropolitana do Rio, no âmbito de uma investigação aberta para apurar a venda irregular de doses de uma suposta vacina contra a covid-19.

Os testes de imunizantes vem sendo desenvolvidos por diferentes laboratórios ao redor do mundo, mas, até o momento, não há registro de vacina com eficácia comprovada para combater o novo coronavírus. A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou esta semana que espera a conclusão de uma vacina até o final do ano.

Segundo a corporação, a empresa investigada, que não teve o nome divulgado, não possui qualquer tipo de autorização ou de convênio com as autoridades sanitárias ou laboratórios desenvolvedores para atuar no processo de desenvolvimento ou comercialização do imunizante.

“A suspeita é de que os responsáveis aproveitavam-se do período de pandemia para criar a ilusão de que já possuiriam a vacina sem que isso fosse a realidade, perpetuando assim a fraude”, informou a Polícia Federal.

Estadão