Fale Conosco

A Polícia Civil já descartou a hipótese de que o ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, tenha sido vítima de um assalto, ao ser assassinato com dois tiros nesta quarta-feira (9) no meio da rua. Agora, os policiais trabalham com a duas linhas de investigação, ambas focadas em homicídio.

A primeira é de que o crime tenha relação com relações extraconjugais, partindo do pressuposto de que o ex-gestor tenha tido um relacionamento fora do casamento.

A segunda linha de investigação é direcionada a acerto de contas, mais especificamente na área financeira. Isto porque a família relatou que Pereira teve a renda reduzida. Por isso, viu as dívidas crescerem nos últimos anos.

O celular do ex-prefeito foi apreendido para ajudar nas investigações