Fale Conosco

Numa ação difícil de ser explicada, a guarnição da Polícia Militar atirou por trás em veículo da candidata a prefeita de Conde, Karla Pimentel (PROS).

A candidata saia do salão de beleza após extensa agenda de campanha acompanhada de dois apoiadores que foram alvejados e socorridos para o Hospital de Trauma de João Pessoa. Ela ocupava o banco traseiro, local por onde o veículo foi atingido pelas balas.

“Atiraram para me matar”, alega a candidata que tem liderado um forte enfrentamento a Márcia Lucena (PSB), prefeita do munícipio que é ré na Operação Calvário por integrar, segundo o MP, uma organização criminosa chefiada por Ricardo Coutinho, e tecido críticas duras ao governador João Azevedo (CIDADANIA), aliado de Ricardo e Márcia na última eleição.

CRONOGRAMA DOS FATOS

23h15m – Karla chega ao salão de beleza em um Volkswagen Gol, cor branca, acompanhada de um apoiador.

0h58m – O veículo Renault Duster, prata, de uso da candidata estaciona em frente ao salão para aguardar sua saída. Dois apoiadores permanecem dentro do carro por 42 minutos.

1h40m – Os dois apoiadores de Karla desembarcam e conversam por trás do veículo vizinho ao Posto de Polícia de Jacumã. Os dois permaneceram fora da Duster por mais 41 minutos. No total, eles permaneceram em frente ao Posto de Polícia por uma hora e vinte e três minutos sem que fossem abordados pela força policial.

2h20m – Karla sai do salão enquanto cria um store para o Instagram, embarca na Duster e sai em direção a sua residência, localizada em Carapibus.

2h22m – Um minuto após a saída de Karla duas viaturas passam na altura do salão em alta velocidade. Em seguida se ouve rajadas de tiros.

Segundo relatos das vítimas, só houve abordagem de fato após vários disparos.

2h24m – Uma terceira viatura surge, aborda a cabeleireira que estava de saída e chama os policiais que se encontravam no interior do Posto de Polícia.

2h27m – A viatura da guarnição de Jacumã segue para o local do fato.

O banco que Karla ocupava teve várias perfurações de balas que não atingiram a candidata porque ela foi orientada a deitar no assoalho do veículo. Seus apoiadores não tiveram a mesma sorte. Um foi baleado no braço e outro na perna.

É a segunda vez em dois meses que ocorre ataques a tiros contra a candidata. Em 21 de agosto último a residência de Karla no Village Jacumã foi alvejada por tiros.

Veja fotos: