Fale Conosco

O Diretório Nacional do PMDB distribuiu Nota com a Imprensa isentando a deputada federal Nilda Gondim (PMDB-PB) de ter recebido qualquer doação da empresa Delta, como foi publicado em uma notinha da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo. A Nota do PMDB é assinada pelo presidente nacional do partido, senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

No documento, o PMDB nacional diz que o repasse de R$ 50 mil reais presente na prestação de contas da deputada Nilda Gondim “foi feito pelo Diretório Nacional, obedecendo aos princípios que regem a Legislação Eleitoral”, conforme está disponível para qualquer pessoa acessar no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ao acessar o site, o internauta vai encontrar no item Doações de Campanha o valor de R$ 50 mil, doados pelo PMDB Nacional.

A Nota diz ainda que o PMDB e outros partidos “receberam doações da empresa Delta Construções e de outras empresas, de forma legal, conforme consta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)” e que “a distribuição interna dos recursos oriundos das doações é feita de acordo com as demandas que chegam ao partido”.

No final da Nota, o presidente do partido diz também que “não há nenhuma relação das doações da construtora Delta com a deputada Nilda Gondim, e que consta na prestação de contas da deputada, encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), o repasse feito pelo diretório nacional do PMDB”.

Consciência tranquila – Indignada com as articulações caluniosas contra o seu nome, a deputada federal Nilda Gondim disse ter sua consciência tranquila no sentido de que jamais teve qualquer contato ou recebeu qualquer benefício da construtora Delta. “Não conheço a Delta; nunca recebi nada desta empresa, e nunca vi este senhor (Fernando Cavendish, ex-presidente da construtora)”, afirmou.

Exercendo seu primeiro mandato parlamentar, ela garantiu que suas contas de campanha foram aprovadas e estão disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Disse também que um caminho mais fácil para quem quiser fiscalizar as suas contas de campanha é o seguinte: http://spce2010.tse.jus.br/spceweb.consulta.receitasdespesas2010/resumoReceitasByCandidato.action?filtro=N&sqCandidato=150000000351&sgUe=PB&nomeVice=null
Na prestação de contas disponível no site do TSE consta que a deputada gastou um total de R$ 472.794,06 em sua campanha. Deste total, R$ 150 mil foram doados pelo Diretório Nacional do PMDB por meio de três cheques de R$ 50 mil cada, depositados entre setembro e outubro de 2010.

Sobre a notinha publicada no jornal Folha de S. Paulo, a deputada federal Nilda Gondim disse tratar-se de uma notícia que não é verdadeira. Ela afirmou também que a informação com certeza partiu de alguém interessado em prejudicar o trabalho do seu filho, senador Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB), que é presidente da CPI do Cachoeira. “Meu filho tem um nome a zelar e está conduzindo muito bem as investigações. E eu tenho certeza de que esta CPI vai apurar os culpados. Vai ver é isso que está incomodando”, ressaltou.

Confira a Nota, na íntegra.

Nota à Imprensa

O presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, a propósito de notícias veiculadas pela imprensa sobre doações de campanha à deputada federal Nilda Gondim (PMDB-PB), em 2010, esclarece que o repasse de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) foi feito pelo Diretório Nacional, obedecendo aos princípios que regem a Legislação Eleitoral.

O PMDB e outros partidos receberam doações da empresa Delta Construções e de outras empresas, de forma legal, conforme consta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A distribuição interna dos recursos oriundos das doações é feita de acordo com as demandas que chegam ao partido.

No mais, esclarecemos que não há nenhuma relação das doações da construtora DELTA com a deputada Nilda Gondim, e que consta na prestação de contas da deputada encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) o repasse feito pelo diretório nacional do PMDB.

Senador Valdir Raupp
Presidente do PMDB Nacional