Fale Conosco

 

Volto a falar da operação para tirar o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, do DEM, numa migração esquisitíssima para o PSB.

Semana passada o governador do Ceará, Cid Gomes, que é irmão de Ciro, deixou claro sua discordância, mas prefere não entrar em rota de colisão com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente nacional do PSB.

É que Eduardo Campos tem invadido outros territórios além da anexação da Paraíba como seu quintal político.

Fico agora sabendo através do Blog do Josias, colunista da Folha de São Paulo, que petistas habituados a ver elefante voar, atribuem a Antonio Palocci o comando das cordinhas que fazem Gilberto Kassab mover-se como neogovernista.

Avaliam que a coisa caminhou bem até o momento em que o Planalto mostrava a Kassab a porta de entrada do PMDB.

Acham que a operação tornou-se perigosa na hora em que o chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff enfiou o PSB na jogada.

Recordam que o partido do governador pernambucano Eduardo Campos tem dois objetivos na vida: criar problemas para o PMDB e azucrinar o PT.

Realçam que o PSB participa de governos do PSDB em três praças de peso: São Paulo, Minas e Paraná. Sempre em contraposição ao PT.

Imaginam que, mais forte no Nordeste, a legenda de Eduardo Campos arma seus principais botes de 2012 no Sudeste e no Sul.

Intuem que, para 2014, a prioridade do PSB é desbancar o PMDB de Michel Temer da vice-presidência. Algo que eletrifica o condomínio pró-Dilma.

Receiam que, com a ajuda de Palocci, Kassab terminou se transformando num fio desemcapado.

Para evitar o curto-circuito, planejam aconselhar o governo a avançar no ‘Projeto Kassab’ apenas até o ponto que prevê a criação de uma legenda.

Nessa tática, o prefeito de São Paulo migraria do DEM para o novo PDB, dilaceraria a oposição e arquivaria, até segunda ordem, a idéia de fusão com o PSB.

Consumada a migração de Kassab, o Planalto tomaria fôlego, mediria o tamanho do novo partido e deixaria a coisa como está, para ver como é que fica.

Cá pra nós, o PSB quer dar passos maiores do que as pernas em tudo que é canto e vai acabar tropeçando em sua pressa de subir.