Fale Conosco

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi denunciado nesta segunda-feira (22), na Operação Lava Jato, em função das investigações que envolvem um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. Mesmo sendo a  terceira denúncia que o Ministério Público Federal (MPF) apresenta à Justiça, em Curitiba, contra Lula, o deputado estadual Anísio Maia defende que tudo não passa de “perseguição”ao petista.

Para ele, quanto mais houver a possibilidade de ser realizada eleições diretas para presidente no país, mas Lula receberá novos indiciamentos na Justiça.  “Não é nenhuma novidade, quanto mais tiver a possibilidade de eleição direta mais Lula vai ser indiciado, será mais atacado e perseguido”, disse o deputado.

Anísio Maia criticou também a delação feita pelo empresário Joesley Batista, da JBS. “Chegou ao ponto de afirmarem que a conta é de Lula, sem estar nem no nome dele, como foi o caso desse empresário picareta, malandro, ladrão e corrupto da JBS, que disse que tinha duas contas de Lula, mas era tudo no nome dele”, afirmou.

O petista disse ainda que não existe nenhuma prova que incrimine o ex-presidente Lula.

Fonte: Blog do Gordinho